Setembro: enzimas de fungos para produzir bioetanol

 Um mix de enzimas de micro-organismos da Amazônia será usado na produção de álcool de segunda geração (bioetanol). Projeto desenvolve coquetel para degradar biomassa vegetal e transformá-la em açúcar. Empresa pretende produzir enzimas a partir dos fungos também para outras finalidades, como o...

Leia mais

Pesquisas científicas travam por falta de verbas

Diário Catarinense (Joana Colussi) Debruçados por mais de 20 anos no desenvolvimento de uma vacina contra o carrapato bovino, um dos principais problemas da pecuária brasileira, um grupo de pesquisa do Centro de Biotecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) chegou à fase derradeira do projeto: os testes de viabilidade comercial. Justamente agora, os pesquisadores não estão conseguindo fazer os experimentos a campo. Faltam recursos públicos. – Foram 25 anos de trabalho para chegarmos a um produto, único no mundo – diz Itabajara Vaz, professor do Laboratório de Imunologia Aplicada à Sanidade Animal da UFRGS. A única vacina contra a praga disponível no mercado...

Leia mais

INCTs: o que vamos dizer às próximas gerações de brasileiros?

Jornal da Ciência (Vanderlan Bolzani, vice-presidente da SBPC) Talvez não existam muitos exemplos, entre as nações civilizadas, de países que tenham decidido destruir seu patrimônio intelectual e científico. Mas estamos hoje, sem dúvida, no Brasil, fazendo essa opção: os governantes, com suas decisões, e a sociedade, sem reação pela falta de informação sobre o que está ocorrendo na área de ciência e tecnologia. Ilustração gritante dessa destruição é a situação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), criados em 2008, nos quais foi investido até agora cerca de R$ 1,5 bilhão*. Redes de pesquisa voltadas para temas estratégicos, os atuais 101 INCTs foram criados e...

Leia mais
Loading

Notícias

Receba nossa Newsletter

Redes sociais