Um mix de enzimas de micro-organismos da Amazônia será usado na produção de álcool de segunda geração (bioetanol). Projeto desenvolve coquetel para degradar biomassa vegetal e transformá-la em açúcar. Empresa pretende produzir enzimas a partir dos fungos também para outras finalidades, como o setor de alimentação

Mix de enzimas de fungos da Amazônia será usado na produção de álcool

Agência Fapeam – Um mix de enzimas de micro-organismos da Amazônia será usado na produção de álcool de segunda geração (bioetanol). O projeto está atualmente em fase de otimização da produção de enzimas para composição de um coquetel que será usado para degradar biomassa vegetal e transformá-la em açúcar. Enzimas são substâncias do grupo das proteínas e atuam como catalisadores de reações químicas.

O “Enzyme Blend – Mix Enzimático de Microrganismos da Amazônia para Aplicação Industrial” conta com recursos do Governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A proposta é desenvolvida no âmbito do programa Sinapse da Inovação, realizado em parceria com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).
Veja a íntegra da matéria aqui

Saúde_28_06_17

FDA aprova genéricos biotecnológicos, mas não é fácil comprá-los

UOL – (Bloomberg) — Em 2016, a Roche Holding vendeu US$ 3 bilhões do Avastin, seu medicamento de biotecnologia de grande sucesso. Na semana passada, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) aprovou o que se espera que seja uma versão menos cara.

Mas pacientes e seguradoras não poderão começar a contabilizar as economias em breve.Dos sete medicamentos chamados biossimilares que a FDA autorizou desde que o primeiro desses remédios foi aprovado, em 2015, apenas três estão à venda. O restante está paralisado em disputas judiciais que podem travar durante anos as versões mais baratas.
Veja a íntegra da matéria aqui

Agroindústria_28_06_17

Melhoria da cadeia da cachaça é alvo de competição de bioeconomia

Estão abertas, até 15 de outubro, as inscrições para a terceira edição da BiobasedBattle – Competição Internacional de Bioeconomia. O evento é promovido pela UFMG, em parceria com o Governo de Minas e pela universidade holandesa Avans Hogeschool, de ciências aplicadas. Nesta edição, o desafio propõe o desenvolvimento de propostas inovadoras para a cadeia produtiva da cachaça. A competição será realizada de 23 a 27 de outubro.
Veja a íntegra da matéria aqui

Alimentos_AA

Pesquisa brasileira desenvolve grão-de-bico mirando mercado asiático

Agência Embrapa de Notícias – Com clima favorável, períodos secos e médias altitudes, várias regiões brasileiras são aptas a produzir grão-de-bico, leguminosa muito valorizada em mercados asiáticos e no Oriente Médio. O desenvolvimento dessa lavoura poderá abrir um mercado bilionário às exportações brasileiras, além de suprir a demanda interna. Resultados já obtidos em plantações no Brasil Central mostram que a cultura vem apresentando ótimo desempenho no período do inverno em áreas irrigadas e mecanizadas.
Veja a íntegra da matéria aqui

Novas tecnologias permitem aumentar a eficiência na agricultura

Karina Toledo, de Lincoln (EUA)  |  Agência FAPESP – Estima-se que até o ano de 2050 a população humana aumente mais de 30%. Nesse mesmo período, segundo projeções da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, na sigla em inglês), o consumo de carne crescerá quase 73% e o de produtos derivados do leite, 58%.

Por outro lado, a área de terra arável aumentará apenas 5% e os produtores agrícolas terão de lidar com os desafios trazidos pelas mudanças climáticas e por regulações ambientais cada vez mais rígidas.

Na avaliação do professor Fábio Marin, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP), o ganho de eficiência na agricultura é a única maneira de garantir a segurança alimentar da população humana no futuro e, ao mesmo tempo, proteger os ecossistemas naturais.

O tema foi destaque na manhã de segunda-feira (18/09) na FAPESP Week Nebraska-Texas, que tem como objetivo fomentar a colaboração entre cientistas do Brasil e dos Estados Unidos. O evento, que ocorre até 22 de setembro, é organizado pela FAPESP em parceria com a University of Nebraska – Lincoln e a Texas Tech University.
Veja a íntegra da matéria aqui

Pesquisa faz clonagem de mandiocas para aumento da produção no Amapá

G1 – Globo – O engenheiro agrônomo Marcelo Carim divulgou nesta terça-feira (19) um estudo que mostra os resultados da clonagem de mandiocas no Amapá. A pesquisa quis aumentar o plantio e beneficiar pequenos produtores na região do Vale do Araguari, que abrange as cidades de Ferreira Gomes, Cutias, Porto Grande e Tartarugalzinho.

O pesquisador faz parte do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) e o trabalho foi desenvolvido no Núcleo de Biotecnologia Vegetal, a partir de investimentos do Programa de Fomento à Pesquisa no Vale do Araguari, que beneficiou outros 10 especialistas.
Veja a íntegra da matéria aqui

Energia

Etanol de segunda geração poderá ser economicamente viável a partir de 2025

Elton Alisson | Agência FAPESP – O etanol celulósico, obtido da palha e do bagaço da cana-de-açúcar e também conhecido como etanol de segunda geração (2G), poderá ser economicamente viável a partir de 2025 se forem transpostas as atuais barreiras agrícolas, industriais e tecnológicas para produzi-lo e se o setor sucroenergético brasileiro superar a estagnação em que se encontra.
Veja a íntegra da matéria aqui
Política_28_06_17

Universidades nordestinas promovem parcerias para enfrentar a crise e garantir a qualidade das pesquisas

Nossa Ciência – Para enfrentar os cortes e contingenciamento de recursos praticados pelo Governo Federal, universidades do nordeste estão buscando unir forças para levar adiante projetos de pesquisa em diferentes áreas. Recentemente, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) assinou acordo de cooperação com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), enquanto a Estadual do Rio Grande do Norte (Uern) se aproximou do setor salineiro para discutir uma parceria. E tudo isso para garantir a infraestrutura e a qualidade das pesquisas.
Veja a íntegra da matéria aqu

Agenda_28_06_17

Ii Semana Acadêmica De Engenharia De Bioprocessos E Biotecnologia

A II Semana Acadêmica de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia cujo tema é “As interdisciplinaridades da biotecnologia”, ocorrerá na UTFPR – DV entre os dias 23 e 25 de Outubro de 2017, nos períodos da manhã e da tarde. O evento está sendo organizado pelos alunos do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz e pelos professores integrantes da Comissão Organizadora da IISAEBB. Para mais informações basta acessar: http://caebbutfpr.wixsite.com/oswaldocruz.