…investimentos em biotecnologia batem recorde, na Alemanha, em 2018; empresa chilena faz sacolas que dissolvem na água

Burguer King lança hambúrguer vegetal com sabor de carne e auxílio da biotecnologia
A rede de fast food norte-americana Burguer King está testando, em 59 restaurantes de St Louis, a versão de um de seus produtos consagrados, o hambúrguer Whopper, feito agora com matéria prima vegetal, com sabor de carne. O produto foi desenvolvido pela empresa Impossible Foods, da Califórnia, especializada em alimentos substitutos baseados em plantas. Aparência e consistência são iguais e, com o uso da proteína heme, o hambúrguer tem sabor de carne, explica a reportagem da publicação Bio Market Insights. De acordo com a Impossible Foods, a ideia é que, por ser feito de plantas, o hambúrguer reduza o impacto ambiental produzido pela carne animal e, com o auxílio da biotecnologia, mude as preferências dos consumidores.

Veja também
A agricultura celular está avançando na indústria alimentícia
Reportagem da publicação Labiotech trata dos avanços obtidos na produção de carne de laboratório. Várias iniciativas, em diferentes países, mostra a revista, caminham no sentido de substituir a carne obtida de animais abatidos, principalmente o gado, com sua cara produção, por sucedâneos desenvolvidos em laboratório.

Novo herbicida recebe certificado “biobased” do USDA
A BioSafe Systems, de Connecticut, anunciou o lançamento do AXXE Broad Spectrum Herbicide que, segundo a empresa, elimina ervas daninhas em poucas horas, por contato e não se volatiliza. O produto vem sendo apresentado como uma alternativa ao glifosato e pode ser utilizado em escolas, playgrounds e hospitais. A empresa anunciou que obteve o certificado Biobased Product, do USDA (United States Department of Agriculture). Veja aqui.

Clariant oferece pigmentos de alta performance baseados em matérias primas renováveis
A multinacional de especialidades químicas Clariant apresentou no European Coatings Show, em março, o primeiro pigmento industrial de alta performance baseado em matérias primas renováveis. A empresa é pioneira ao usar ácido succínico produzido a partir de fontes renováveis e não de derivados de petróleo. O pigmento fabricado pela Clariant é destinado principalmente à indústria automotiva. Veja aqui a matéria da Bioplastic Magazine

Na Alemanha, investimentos em biotecnologia bateram recorde em 2018
As empresas alemãs de biotecnologia alcançaram em 2018 o maior volume de investimentos já registrado, de acordo com dados da associação industrial Bio Deutschland. O montante superou 1 bilhão de euros em capital de risco e outros investimentos. Duas empresas receberam grande parte desse capital. A especialista em imunoterapia BioNTech, de Mainz, e a tradicional Qiagen. Veja a íntegra da notícia.

Sacolas de compra que dissolvem na água
Shopping center na Colômbia, com 20 lojas, oferece aos clientes sacolas que dissolvem em água, substituindo as tradicionais sacolas de plástico e seu impacto ambiental negativo. As sacolas biodegradáveis são feitas pela chilena Solubags, que desenvolveu um processo para obter o material a partir do calcário. Veja aqui a reportagem da Biofuels Digest.