(Ascom Pluris) O ecossistema empreendedor da região de Ribeirão Preto estará representado no eMerge Americas, uma das principais plataformas de promoção de inovação e captação de investimentos do mundo. Três das cinco startups selecionadas para participar do encontro são do município. O evento ocorre nos dias 30 e 31 de março de 2020 em Miami, nos Estados Unidos. A seleção nacional aconteceu em São Paulo no dia 17 deste mês.

Segundo Felice Gorordo, CEO do eMerge Americas, o momento de financiamento mundial é positivo e as startups que participarem do evento poderão ter acesso a investimentos particulares. Até hoje, as mais de 70 startups que participaram do eMerge Americas desde o início do programa, em 2014, arrecadaram um total de US$ 500 milhões em financiamento.

“Este tem sido um ano recorde para o investimento em capital de risco na América Latina. O eMerge Americas deseja ser um catalisador na construção de ecossistemas sustentáveis de startups através de parcerias com os empreendedores, investidores, grandes corporações, universidades e governos de cada mercado”, disse.

Com a seleção, as startups Carefy (plataforma de gestão de internação), Insitu (criação de biocurativos para o tratamento de feridas e queimaduras) e Glucogear (controle do diabetes através do uso de inteligência artificial) vão apresentar os seus trabalhos durante o eMerge Americas 2020 Startup Showcase, microevento inserido dentro do eMerge Americas.

Além disso, tanto a Carefy como a Glucogear foram escolhidas para apresentar os seus produtos tanto para o público como para patrocinadores, no evento principal. “Nós vamos ter a oportunidade de subir no palco”, comentou o biomédico Marcelo Alexandre Santos, CEO da Carefy.

Além das startups de Ribeirão Preto, as startups Agromakers e Flexmedical também foram escolhidas pelo júri conjunto da eMerge Americas e Universidade de São Paulo (USP) para irem a Miami. As cinco vão participar de treinamentos gratuitos e, ao final, será realizada uma última competição de lançamento dos produtos para possíveis financiadores, executivos e demais participantes.

Inovação
Tanto a Glucogear, a Carefy e a Insitu Terapia Celular estão incubadas no Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto. A Insitu também é acelerada na Pluris Aceleradora e Coworking, iniciativa de empreendedorismo do Instituto SEB, enquanto a Glucogear é acelerada pelo Sevna Startups.

De acordo com Carolina Caliari, bióloga e fundadora da Insitu, o processo de produção dos biocurativos é totalmente realizado em Ribeirão Preto, com tecnologia 100% nacional e o uso de tecnologia de impressão 3D. “A base dos nossos trabalhos são as células-tronco. É a partir delas que desenvolvemos os biocurativos para pacientes que sofrem com queimaduras ou feridas crônicas”, afirmou.

Segundo ela, pelo fato de ainda não haver legislação no Brasil a respeito do trabalho com células-tronco, as pesquisas são feitas em caráter experimental. Mas a demora na aprovação de um conjunto de leis sobre as células-tronco pode alterar o endereço da Insitu. “Por enquanto, a legislação brasileira não permite o estudo com células-tronco, então a nossa estratégia talvez seja começar fora do Brasil”, afirmou.

Assim como a Insitu, a Carefy também vai ao eMerge Americas e com direito a subir no palco, como afirmou o CEO Marcelo Santos. A empresa dele e de outros dois sócios desenvolveu uma plataforma de gestão de internação, que auxilia operadoras de saúde a monitorar a internação de pacientes em tempo real. “Com a nossa ferramenta, ajudamos as operadoras a tomar ações que resultam não apenas na melhoria da qualidade dos atendimentos como na redução dos custos de internação”, afirmou.

Além de São Paulo, a competição de lançamento de startups já foi realizada também na Cidade do México. Até o final do ano ainda irão acontecer eventos semelhantes em Bogotá (Colômbia), Santiago (Chile) e San Juan (Porto Rico).