Autor: Interface CTI

Queijos artesanais de Minas Gerais, a pesquisa quer desvendar o saber tradicional

Interface CTI – Há anos eles se mobilizam pela causa: fazer com que o queijo artesanal de  Minas Gerais ganhe o aval de produto alimentar seguro e seja reconhecido no mundo gastronômico.  Pecuaristas, órgãos de governo e ativistas da cultura mineira empenharam-se para mudar a legislação que regulamentava essa atividade. Além disso,  procuram disseminar as chamadas boas práticas de fabricação. Um protagonista importante nesse cenário é a pesquisa da Universidade. Cresce o número de trabalhos acadêmicos que têm como objeto de estudo os queijos feitos com leite cru no Estado. Eles detalham os processos microbiológicos que definem o tempo...

Leia mais

Entidades buscam apoio para derrubar vetos no Marco Legal da CT&I

Executivo cortou oito artigos da Lei nº 13.243/2016 Agência Gestão CT&I – (Foto EBC)  Líderes partidários, representantes do governo no Congresso Nacional e o ministro da Secretaria do Governo, Ricardo Berzoini, receberam, nesta terça-feira (23), uma carta contendo assinaturas da comunidade científica, acadêmica e empresarial pedindo a derrubada dos vetos ao Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei 13.243/2016). O objetivo é sensibilizar a presidente Dilma Rousseff sobre a necessidade de manter o texto aprovado por unanimidade na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. “O texto foi construído de forma suprapartidária, então cria uma receptividade muito grande. Se...

Leia mais

Entidades buscam apoio para derrubar vetos no Marco Legal da CT&I

Executivo tirou oito aritos da Lei da Lei nº 13.243/2016 Agência Gestão CT&I – Líderes partidários, representantes do governo no Congresso Nacional e o ministro da Secretaria do Governo, Ricardo Berzoini, receberam, nesta terça-feira (23), uma carta contendo assinaturas da comunidade científica, acadêmica e empresarial pedindo a derrubada dos vetos ao Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei 13.243/2016). O objetivo é sensibilizar a presidente Dilma Rousseff sobre a necessidade de manter o texto aprovado por unanimidade na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. “O texto foi construído de forma suprapartidária, então cria uma receptividade muito grande. Se...

Leia mais

Nova geração de bioinseticida contra Aedes aegypti está em fase final de produção

Produto pode ser adicionado à água onde a larva do mosquito se desenvolve A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia realiza os últimos testes toxicológicos da nova geração de um bioinseticida capaz de matar as larvas do mosquito Aedes aegypti – transmissor de dengue, febre Chikungunya e Zika – sem prejudicar a saúde das pessoas e dos animais domésticos. Chamado Inova-Bti, o produto foi desenvolvido em parceria com o Instituto Matogrossense do Algodão (IMA) e poderá ser um importante aliado na eliminação do inseto. Saiba mais sobre o INCT de semioquímicos[/one_half] Saiba mais sobre o INCT de semioquímicos O Inova-Bti...

Leia mais

Pesquisadores desenvolvem protetor solar à base de própolis vermelha

Os próximos verões podem chegar com uma novidade na área cosmética no que diz respeito à proteção contra os raios UVA e UVB: um protetor solar à base de própolis vermelha desenvolvido no Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), em Sergipe. Os estudos, iniciados em 2013 por pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente da Universidade Tiradentes (Unit) e da Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio), tem como objetivo verificar se a própolis vermelha possuía potencial para proteção de danos à pele exposta à ação de radiação solar.Juliana Cordeiro Cardoso, pesquisadora do Laboratório de Biomateriais, Ricardo Luiz Cavalcanti...

Leia mais

A era do baixo carbono está mesmo começando?

Interface CTI – Dentro de alguns anos, ao pedir financiamento em um banco, o cliente terá também que declarar qual é o seu passivo em emissões de carbono. A previsão é de Tasso Azevedo, coordenador geral do SEEG, Sistema de Estimativa de Emissão de Gases,  órgão ligado a ong Observatório do Clima.  “O sinal é muito claro”, diz, “a gente está entrando em uma nova era em que a matriz econômica será  uma matriz de baixas emissões. Tudo vai ser precificado” A COP21 Conferência do Clima de Paris, realizada em novembro do ano passado, da qual participaram 190 países, foi um divisor de águas nesse quadro e permitiu ao Brasil tornar mais clara sua situação em relação aos compromissos mundiais, avalia. Embora esteja entre os dez maiores emissores de carbono do mundo, o país tem uma posição favorável, diz. Suas três principais fontes de emissão, desmatamento, agropecuária e energia, são passíveis de intervenções que permitem acelerar as reduções. “O que aparenta ser um constrangimento pode também ser uma oportunidade para transitar rumo à nova economia”, e uma fonte de oportunidades aos empreendedores, observa. Veja a entrevista.  Impacto no Brasil. A questão chave é o alinhamento agora existente para limitar o crescimento da temperatura a 2 graus. Com um novo alvo, mais ambicioso, para se alcançar 1,5 graus. Isso significa uma redução muito expressiva na emissão dos gases de efeito...

Leia mais

Biológicos ganham força no mercado de defensivos agrícolas

Interface CTI – Um cenário de constante evolução marca a área de defensivos agrícolas biológicos no país, criando necessidades de pesquisa e de profissionais. Vários fatores convergem para isso, diz o presidente da ABCBio, Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico, Pedro Faria Júnior. Entre eles, a  mudança de mentalidade de técnicos e agricultores convencidos da importância do manejo integrado de pragas (MIP), que envolve ações complementares associando o manejo, os defensivos químicos e os biológicos. Outros componentes têm peso importante na mudança. Há um processo de esgotamento na  descoberta  de novas moléculas para desenvolver os defensivos químicos, explica, e um número reduzido delas em fase de registro, aguardando aprovação. Ao mesmo tempo, o aumento de resistência natural das pragas aos produtos sintéticos em uso abre espaço para os biológicos. Cresce, além disso, a preferência de consumidores e supermercados por produtos que não apresentem resíduos de  defensivos químicos, uma demanda mundial. Pedro Faria nota que o domínio tecnológico das empresas brasileiras vem se aperfeiçoando. Várias empresas nacionais estão conseguindo competir em qualidade com os fabricantes internacionais quando se trata de produtos similares, e respondendo às exigências particulares da agricultura tropical com soluções próprias. Parte das tecnologias oferecidas por essas empresas nacionais surgiu a partir do trabalho realizado nos centros de pesquisa do país “O controle biológico ainda está em um estágio inicial de desenvolvimento, havendo, portanto, muito conhecimento a...

Leia mais

Aplicativo de gestão ambiental pretende ajudar espécies ameaçadas e biodiversidade

Agência Gestão CT&I – O Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira (SiBBr) e a WWF-Brasil estão desenvolvendo um aplicativo para dar suporte a gestores da área ambiental. A ferramenta pretende ampliar o acesso a dados e informações sobre biodiversidade e apoiar o processo de tomada de decisão nas políticas públicas. Para facilitar o uso dos dados disponíveis no SiBBr, o app organizará os recursos, por meio de filtros e cruzamentos, para automatizar tanto os processos de consulta, quanto a preparação dos dados para análises específicas. Segundo a diretora do SiBBr, Andrea Portela Nunes, as aplicações e serviços desenvolvidos devem atender às diversas agendas e necessidades da área ambiental, contribuindo não apenas para a gestão de espécies ameaçadas, mas também para o planejamento das ações de conservação, a avaliação de impactos na implantação de obras e empreendimentos de infraestrutura, o ordenamento fundiário e o uso sustentável de recursos naturais.Sapato ecológico é feito com plástico de algas   “Um dos pilares do SiBBr é gerar valor agregado para dados brutos, oferecer ambientes de análises e inteligência que possam ser realmente úteis para a tomada de decisão”, disse Nunes, citando que o desenvolvimento da ferramenta potencializa o uso dos dados integrados ao SiBBr, que já reúne mais de 6 milhões de registros de ocorrências de quase 100 mil espécies brasileiras.Sapato ecológico é feito com plástico de algas   A previsão do...

Leia mais